iinspiradas

terça-feira, 20 de junho de 2017

Emirados Árabes: a Ilha de Syr Ban Yas

às
Oi inspiretes! Tudo bem com vocês?

Chegamos hoje ao penúltimo post desta série sobre a viagem aos Emirados Árabes! Tá acabando... =/ Mas sempre que uma coisa acaba a gente começa uma nova, não é mesmo?



Então hoje vamos falar de Sir Ban Yas: Uma ilha que faz parte de Abu Dhabi e foi estruturada com o objetivo de ser uma reserva ambiental. Podemos dizer que é uma praia particular, onde apenas os hóspedes de algumas linhas de cruzeiro podem visitar. 

A primeira coisa que reparamos quando acordamos na manhã do dia 23 é que olhamos pela sacada da nossa cabine e: cadê os botes salva vidas? =O



Começamos a suspeitar que algo seria diferente hoje. Resolvi pegar o jornal diário, que acabei não lendo no dia anterior: Sim, o procedimento de desembarque na ilha seria feito com as lanchas!!! E como eles organizam as saídas?

Haveria uma lancha saindo a cada 5 minutos, começando as 9h (ou assim que recebêssemos autorização da marinha local). Era obrigatório retirar uma ficha que dizia o seu grupo e horário de desembarque. Você poderia escolher entre o próximo horário disponível e outro mais tarde.

Antes de tomar café fomos até o ponto designado para pegar os tickets. O próximo horário disponível seria as 10:15 e ficamos com esse mesmo.

Depois de mais um delicioso café (nosso penúltimo), seguimos para o ponto de encontro: O teatro. Cada horário tinha um grupo numerado, e dentro do teatro as pessoas eram informadas onde permanecer até serem chamadas para o desembarque. O nosso grupo era o 15.



Aproveitando que eu ainda não havia mostrado o teatro para vocês, ele é imenso. Sempre difícil de realizar que estamos dentro de um navio!

Ficamos ali passando o tempo, assistindo aquelas pegadinhas inglesas dignas de Silvio Santos! hahahahaha. Quando deu o horário, a moça chamou o grupo no alto-falante em 6 diferentes línguas, como sempre.

Quando vimos a quantidade de gente que se movimentou, achamos que seriam dois botes de cada vez. NADA, a lancha é gigante também! Cabiam mais de 100 pessoas ali. Ela é toda fechada, e você consegue ficar de pé dentro dela.

O tempo estava bem nublado e frio. O trajeto levou uns 10 minutos, e o desembarque foi feito numa espécie de pier na beira da praia. Acelerei uma parte monótona do vídeo. 



Note que quando estávamos esperando para descer veio uma onda de outra lancha indo voltando para o navio, e chacoalhou tudo! Mas sempre tem tripulação para ajudar a gente.

Em outro momento do vídeo dá para perceber todo mundo fazendo uma paradinha e olhando para o chão. Ali tinha um tapete úmido pelo qual devíamos caminhar, por medidas sanitárias já que a ilha é uma reserva natural.

O lugar é lindo. Extremamente bem cuidado e com uma infra estrutura incrível para uma praia. 

A chegada a Syr Ban Yas

O mapa da Ilha, logo na chegada.


180 graus de Sir Ban Yas

Logo ao lado da chegada encontramos essa plaquinha:


Free Wi-Fi era sempre música para os nosso ouvidos!

Pensa na felicidade das pessoas que estavam sem dar noticias em casa desde Omã! O wi-fi pegava na ilha inteirinha! Bem incrível a infra estrutura.

Haviam várias espreguiçadeiras e guardas sol. Nem precisa dizer que o lugar era seguro né? Deixamos a mochila em uma sombra e fomos dar uma volta.







Era o lugar que eu queria estar no verão (ou pelo menos na primavera). Você sabe que a água está fria quando ela é linda assim e tem apenas uma criancinha brincando.



O louco do meu namorado (te amo!) entrou na água com a câmera... Falei: "Amor, aproveita tirar umas fotos pro blog!" O resultado:




Como a areia tem muita conchinha, ele entrou de crocs. E estava de sunga e camiseta. Mesmo aqui sendo uma praia privada, Quanto menos exposição melhor.

Eu não estava de moletom como ele disse ¬¬ mas estava de manga longa, como em todos os lugares que vou e tem sol. Eu não tenho meio termo, ou branquela ou camarão.

Ficamos um tempo fazendo fotossíntese nas espreguiçadeiras, e quase, quase deu calor.

Ali pelas 13h deu uma fominha e fomos ver o que tinha de almoço. Numa das tendas brancas havia uma praça de bebidas, funcionando igualmente a do navio com o nosso cartão do quarto. Em outra tenda ainda maior, havia um buffet bem variado. Diversos tipos de saladas e comidas quentes no estilo lanche. 



O que comemos estava delicioso. O hamburguer foi feito na brasa, quer coisa melhor?
Um lugar para tirar aquela foto de recordação. 
Pena que não consegui fazer isso sem os aleatórios na foto.

Com ambientes tão agradáveis, mesmo com o vento que começou resolvemos ficar mais um tempo por ali utilizando o wifi. Aproveitei para organizar o roteiro do dia seguinte em Dubai, avaliando onde deveriam ser as nossas paradas. Aproveitei também para checar o preço online de alguns item que estava sendo vendidos no freeshop do navio, fazer print para ver o que realmente estava valendo a pena comprar. 
Hora de dar tchau... <3

Como voltamos para o navio ainda era dia, resolvemos como praxe aproveitar um pouco as piscinas e banheiras de hidro. Achei um vídeo do local que ficou faltando no post sobre como era a estrutura do navio Fantasia da MSC



Como dá para perceber, banheiras lotadas! 
E esse local que tinha o teto retrátil que mencionei. 
No vídeo ele está fechado porque já estávamos em movimento, e ventava muito.

Eita saudadeeees dessa viagem!

E você, já está planejando as suas férias? Conta pra mim para onde você quer ir e como está fazendo o seu planejamento! ;)

Beijos e até breve com MUITAS foto de Dubai!

1 - Emirados Árabes: quanto custa?
2 - Cruzeiro nos Emirados: Upgrade de cabine e Visto
3 - Emirados Árabes: A mala mais errada da minha vida!
4 - Emirados Árabes: 14 horas de viagem
5 - Emirados Árabes: O Embarque do cruzeiro e as primeiras impressões sobre Dubai
6 - Emirados Árabes: A simulação de emergência e Abu Dhabi
7 - Cruzeiro com a MSC: a Comida!
8 - Cruzeiro com a MSC: a Estrutura do Navio!
9 - Omã, o vizinho dos Emirados Árabes
10 - Emirados Árabes: praia e compras em Khor Fakkan
11 - Emirados Árabes: a Ilha de Syr Ban Yas
12 - Emirados Árabes: os Encantos de Dubai e o Desembarque do Cruzeiro

3 comentários:

  1. Linda! Não tem outra palavra para definir essa ilha! Que viagem incrível. Em cada novo capítulo, uma novidade. Sem dúvidas, um passeio dos sonhos de qualquer pessoa!

    ResponderExcluir
  2. Eita, eu li e não comentei! hahaha

    Miga do céu, não fiquei com inveja do teu namorado na água não... Porém, ri muito da narração dele!

    E, devo acrescentar, que suas descrições estão ficando cada vez melhores. Realmente dá pra se sentir imersa na tua viagem!

    =*

    ResponderExcluir
  3. PARA TUDO!!! Fiquei em CHOQUE que as baleerias não estavam a bordo!!! Isso dá processo porque é regulamentação de segurança e salvatagem e por lei a embarcação deve ter!!!....

    Enfim... sobre o post, mais do que notado que o lugar maravilhoso ein? Acertou em cheio no destino, Carou!!

    Achei demais também a ilha ter wi-fi... Quem sabe um dia o Brasil chega lá..
    Beijnhos!
    Obrigada por compartilhar essa viagem com nós!

    ResponderExcluir