iinspiradas

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Calcinha absorvente reutilizável Herself

às

Você já parou para contabilizar o quanto gasta com absorventes e quanto de lixo produz com esse produto?
Fazendo uma conta bem por baixo, considerando que uma mulher vai menstruar, em média, dos 15 aos 55 anos, utilizando em torno de 15 absorventes por ciclo, utilizará, durante estes 480 meses, 7.200 absorventes, a um custo médio de R$ 9,00 por mês, gastando, em média, R$ 4.320,00 durante este período, em absorventes que vão parar nos aterros sanitários (em torno de 150 quilos). Muito dinheiro indo para o lixo, não é?

Agora multiplique isso pelo número de mulheres que utilizam absorventes descartáveis e calcule a quantidade de lixo produzida e seu impacto ambiental.
Eu acho isso assustador, principalmente considerando-se que somos a geração dos descartáveis. A quantidade de produtos produzidos para serem utilizados em uma única vez e jogados no lixo é absurda e me incomoda profundamente (mas é assunto para outro post).
Tanto é algo recente, da nossa geração, que minha mãe utilizava as conhecidas toalhinhas durante seu ciclo menstrual. Usava, lavava e usava de novo. Zero lixo. Sem despesas mensais com absorventes. Econômico e ecologicamente correto.
Então duas gaúchas incríveis, Nicole Zagonel dos Santos (25 anos) e Raíssa Assmann Kist (23 anos), estudantes de engenharia química pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, criaram a primeira calcinha menstrual brasileira, utilizando tecnologia e matéria prima nacional, desenvolvida pela marca HERSELF, que no momento conta com dois modelos de calcinhas, sendo um para fluxo menor (equivalente a um absorvente) e outro para um fluxo maior (equivalente a três ou quatro absorventes).
No dia 24 de agosto deste ano, a marca fez o lançamento de vendas, através de uma plataforma de crowdfunding (financiamento coletivo, também chamado de financiamento colaborativo, onde um grupo investe recursos financeiros em um negócio/projeto, a fim de viabilizá-lo) e a ideia é que essas calcinhas cheguem até as consumidoras com um valor de R$ 75,00 por unidade.
 Mas você deve estar se perguntando como “funcionam” essas calcinhas.
Explico.
As calcinhas absorventes reutilizáveis são como as calcinhas tradicionais, apenas com uma diferença: são compostas por camadas de tecidos que permitem o seu uso durante a menstruação e acredite, de forma segura e confortável, além de serem muito bonitas. 
Essas calcinhas são produzidas com tecido tecnológico absorvente, antimicrobiano, controlador de odores e respirável que retém toda a menstruação e afasta bactérias e fungos, 100% algodão em contato com a região íntima (que possui um toque seco para evitar a sensação de umidade), sendo que a camada mais externa é impermeável para evitar vazamentos.
As calcinhas estão sendo vendidas em vários tamanhos: PP, P, M, G, GG e GGG, com o projeto de aumentar a quantidade de tamanhos o quanto antes.
Em relação ao tempo de uso, vai depender do fluxo de cada mulher e a indicação da Herself é que ao sentir um pouco de umidade na camada de contato com a pele, ela deve ser trocada, não sendo indicado o uso por mais de 12 horas.
Para limpar, nada mais simples. Deixar a calcinha de molho em água morna por uns minutos e depois lavar manualmente ou na máquina (sendo aconselhado a utilização de um saco de lavagem para peças delicadas), evitando o uso de cloro ou amaciante de tecido para não causar danos ao tecido tecnológico.
Para mim, esse produto é incrível, feito por mulheres para mulheres, pensando no conforto e segurança durante esse período, além de ter um foco na eliminação de produção de lixo – um tema tão preocupante nos dias atuais – e quanto mais mulheres usarem produtos reutilizáveis, menor será a produção de resíduos.
É certo que a calcinha absorvente não é uma novidade, já existe há algum tempo, tendo a Bela Gil divulgado que utilizava essas calcinhas, mas importadas.
E isso é algo a ser levado em conta. A Herself é uma produção nacional, com mão de obra valorizada que contribui para o desenvolvimento econômico do nosso país, de maneira justa e responsável.
Além disso, é uma excelente opção para as mulheres que não se adaptaram ao uso do coletor menstrual interno, ou simplesmente não curtiram a proposta do coletor interno.
Assim, que tal participar da proposta da Helself de revolucionar a maneira como as mulheres lidam com o ciclo menstrual e consumo mais sustentável, com a utilização de uma calcinha absorvente reutilizável, confortável e linda?
Para saber mais, acesse o site https://www.herself.com.br/ e conheça a empresa e seu projeto.
Para comprar, por enquanto o produto está disponível para pré-venda na plataforma https://www.catarse.me/calcinhasherself e no futuro, haverá vendas online.


16 comentários:

  1. Boa tarde, como vai ? Semana passada minha prima tinha me enviado um video que falada desasa calcinhas que pra mim uma super novidade, e gostei de conhecer aqui em seu cantinho mais sobre essas calcinhas absorventes creio que vai ajudar bastante nos munheres , beijos

    ResponderExcluir
  2. Costumava ter um pouco de aversão à essa ideia, mas a conta com os gastos me fez mudar de opinião. Adorei a postagem! Muito informativa.

    ResponderExcluir
  3. Achei bem interessante a proposta! Além da questão ecológica, deve ser mais confortável do que usar absorvente (especialmente no calor, odeio!)

    New in Makeup

    ResponderExcluir
  4. Não fazia ideia desses gastos que você calculou e fiquei muito surpreso. Parece tão corriqueiro que as pessoas nem se dão conta, não é verdade?
    Ótima iniciativa das engenheiras, melhor ainda por ser de mentes nacionais, dá até um orgulho! Tomara que saibam apresentar o produto da melhor maneira possível, mostrar que funciona realmente - já que uma resistência pode acontecer rsrs - e alcancem o sucesso!!!
    Abraços 😊

    ResponderExcluir
  5. olá!
    Nunca tinha visto, uma ideia muito boa. Realmente usamos muito absorventes nessa vida e essa é uma ótima alternativa!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. ola tudo bem ? não sabia da existencia dessas calcinha, que ideia fantastica bem criativa! concerteza pretendo comprar pq detesto absorvente principalmente no calor é orrivel .
    com essa calcinha vou ficar mais confortavel concerteza.
    adorei o post.
    beijos.

    ResponderExcluir
  7. Gente que ideia mais incrível! Parabéns a essas mulheres que pensaram a frente, pois realmente o problema é grave quando pensamentos em dinheiro gasto e lixo que produzimos! Eu super quero adquirir essas calcinhas, ainda mais por serem de algodão e terem tamanho grande, acredito que me daria super bem com ela :D

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Particularmente, ainda tenho certo pé atrás sobre esta questão, mas seus prós valem muito a pena.
    Adorei a inovação e é bom saber que estamos quebrando certos tabus!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá como vai? gostei muito da proposta uma ideia sensacional,essa calcinha vai fazer muito sucesso com certeza além de parecer muito confortável bjs.

    ResponderExcluir
  10. Oi tudo bem ? Eu já tinha visto em um programa de TV essa semana e acho muito bom eu mesma quero comprar pra testar

    ResponderExcluir
  11. Eu vi uma youtube falando dessa calçinha absorvente, eu usaria pelo que ela falou é muito bom, e parece que não vai dar certo mais dar. Parabéns pelo post. Sucesso

    ResponderExcluir
  12. Achei muito interessante e ultimamente tenho lido muito sobre o assunto. Eu me incomodo muito com a ideia de coletor interno mas talvez dessa forma eu consiga. Realmente devenos pensar em formas mais sustentaveis de encarar a menstruação!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem? Nunca tinha pensado em quantos absorventes nós mulheres usamos durante nossa vida fértil mas pelos cálculos é bastante mesmo. Já me indicaram usar aquele coletor mas não consegui me adaptar. Acredito que quando você já usou um modelo por bastante tempo é difícil trocar. Mas achei essa iniciativa interessante já acessei o site pra saber mais. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  14. Ola, como vai?
    Mas que produto interessante, eu sendo rapaz não sei dizer o quão bom será, mas acho que as mulheres valorizarão imenso!
    Já deviam ter inventado isso a mais tempo!
    Beijinhos :)

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bom?
    Nossa que bacana, nunca tinha ouvido falar nesse produto e achei maravilhoso, quem é mulher sabe que é horrivel esse período menstrual, e um produto assim seria é um sucesso.
    Beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir
  16. Adoro ver essas ideias inovadoras saindo do papel e ganhando vida! Muito bom mas para fluxos intensos é complicado, ne? (Meu caso as vezes). Adorei o post! Nanimoreira💙

    ResponderExcluir