iinspiradas

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Criança deve ter Responsabilidades?

às
Essa semana foi especial aqui em casa, foi a comemoração do aniversário do Leo na escola. A semana inteira ele esperou por isso, queria poder comemorar com os amigos essa data tão especial. Como ele é intolerante a lactose – assim como eu e o seu irmão Bruno (história para outro post... rsrsrsrs), decidi fazer todas as comidas em casa, pois assim ficou mais fácil, já que eu tive muita dificuldade em achar opções sem lactose que se adequassem ao que eu estava procurando.
Acervo pessoal



Então, eu contei com a ajuda dele em vários momentos, desde o planejamento até efetivamente colocar a mão na massa. Faço questão de envolver os ninos nas mais diversas atividades do nosso cotidiano, para que saibam o que está acontecendo na nossa casa diariamente e aprendam a ter responsabilidades e o que a falta dela acarreta em suas vidas.

Como tudo em nossa vida, temos que repetir até virar um hábito, foi desde bem pequenininhos que comecei a ensinar as reponsabilidades, começou com eles ajudando a guardar os brinquedos que foram espalhados pela casa, passando por recolher suas roupas sujas do chão do banheiro e colocando no cesto, as maiores responsabilidades como ser totalmente responsáveis pelos seus materiais escolares, manter o quarto limpo e organizado (o que nem sempre acontece... rsrsrsrs) assim como todo o resto da casa, entre outras coisas.

Aqui em casa somos em 5 pessoas, 4 são meninos, imaginem como seria o banheiro aqui se eu não tivesse ensinado a terem cuidado na hora de fazer xixi e manter a tampa do bacio abaixada; no mínimo eu teria que limpar todos os dias o banheiro do chão ao teto... E eu não tenho paciência para isso não... Uixx... Muitas das coisas que eles fazem, são consideradas extremamente simples, mas se não forem ensinadas, não irão aprender e consequentemente irão fazer falta em suas vidas conforme forem crescendo.
Imagem Google

O que eu mais gosto, é ver que conforme vou ensinando as responsabilidades, vejo despertando neles algumas curiosidades e consigo abrir ainda mais os seus horizontes. Um exemplo é ensinar a separar o lixo, faço essa separação desde sempre, e eles cresceram me vendo fazendo isso, e é algo tão natural que eles não jogam absolutamente nada no chão ou na rua, são do tipo que colocam o papel de chiclete no bolso até acharem um lixeiro para poder jogar; cansei de chegar em casa com eles, e correrem para jogar fora os lixos que produzimos num passeio. Ou ensinando a cuidar da comida e respeitá-la, despertar o interesse pela cozinha e aprender a cozinhar, hoje em dia eles normalmente me perguntam, tentando aprender, os ingredientes que usei para fazer um molho, ou o purê de batatas que tanto gostam; e acaba virando brincadeira, pois peço para adivinharem o que foi usado, ou mesmo os levo para cozinharem comigo.

Acredito que a importância de ensinar as crianças a terem responsabilidades é dar a elas a oportunidade de serem quem quiserem ser e terem a segurança de uma base de crescimento forte. Para quem me pergunta, sempre digo que a educação que dou à eles é baseada em “Causa e Consequência”,  sempre deixo as decisões deles, para eles tomarem; explico a situação, dou apoio, mas eles tem que aprender que uma decisão acertada é gratificante e que uma decisão errada é um aprendizado, e que a vida deles somente eles podem viver e conviver com as decisões tomadas. E por mais difícil que pareça, na prática não é tão complicado não, nem mesmo quando são pequenos, por exemplo, eles queriam subir em algum local que eu previa que iriam cair e insistiam em ir, eu dizia: “acho que você não deve ir, pois tem chance de cair, se quiser ir você pode, mas não reclame depois” (obviamente se era algo realmente perigoso, como a beira de um rio ou uma rua movimentada eu não permitia, mas quando eu via a oportunidade de ensinar, eu aproveitava) e em várias vezes eles decidiram por arriscar e caíram, então com o tempo aprenderam a analisar as situações melhores e escutarem o que dizíamos, já que quando eram avisados e decidiam ignorar, normalmente não dava certo. E hoje eles nos procuram pedindo opinião quando tem dúvidas, mas também são seguros nas decisões que tomam sozinhos.

Se você ainda tem dúvidas, das responsabilidades que pode passar para as suas crianças, veja a tabela abaixo, ela dá uma boa ideia do que fazer nas tarefas domésticas, assim elas aprendem sob nossa supervisão e dentro da nossa casa, que é o local mais seguro do mundo para elas. E se você já faz isso compartilhe conosco, estou bem curiosa para saber.
Imagem do Google
E hoje o Leo pôde comemorar na escola sua festa, e dizer com orgulho para os amiguinhos, que ele ajudou no preparo das comidas. E é nessas horas que meu coração de mãe transborda de amor e orgulho dos filhos que estou compartilhando com o mundo.
Acervo Pessoal


Nenhum comentário:

Postar um comentário