iinspiradas

sábado, 10 de março de 2018

Pochete: O Patinho Feio que virou Cisne

às 12:59




Sim, elas voltaram! Aceita logo que dói menos!! HAHAAHAH
















Confesso que sempre achei a pochete o item fashion mais cafona ever. Euzinha e a torcida do Flamengo né?! Que atire a primeira pedra quem nunca torceu o nariz para ela! 

Mas você deve estar se perguntando... Como foi que a bendita voltou então? 

Simples, na moda nada se cria, tudo se transforma! E a Dona Moda adora revisitar aqueles itens que agente odeia, só para nos provocar!! 

Sempre imagino um diálogo assim entre a gente:

Eu: “Moda, surpreenda-me”
Moda: “Ok, desafio aceito! Mas depois não reclama! kkkk”




O CAFONA DE ONTEM É A TENDÊNCIA DE HOJE


A vários anos o acessório já vinha ensaiando sua volta, aparecia tímida em alguns desfiles de marcas visionárias como Hermés, Empório Armani, DKNY, Tory Burch, por exemplo. Mas foi no início de 2014 com Chanel ( <3 ) que a pochete teve seu retorno triunfal! 


Chanel, desfile de Alta-Costura de Paris, Verão 2014.

A partir daí a tendência vem se firmando e cada dia ganhando novos adeptos! Mas seu boom mesmo foi em 2017, sendo destaque absoluto nas coleções de diversas marcas e facilmente encontrada também em lojas. E aguarde, pois os dias de reinado da pochete estão apenas começado! 

Aí está a poesia da moda, pegar uma peça subestimada, saturada e brega e reinventá-la no item mais cool do momento, totalmente repaginada e adaptada ao novo tempo! A bichinha ganhou até um nome chique, “belt-bag” (bolsa de cintura em tradução livre). E não falo isso apenas pelo visual atualizado, mas pela sua funcionalidade... Na nossa realidade frenética, existe coisa mais maravilhosa do que andar na rua com as mãos livres e soltas?

A atriz Elizabeth Banks, sendo gente como a gente.

A TEMIDA, BANIDA E ATÉ ENTÃO CRUCIFICADA BOLSINHA É MAIS ANTIGA QUE O BRASIL!


Quando eu escrevo sobre algum item de moda, gosto sempre de contar um pouco da sua história, acho legal falar que as coisas ñ surgiram agora, do nada. Conhecer a história faz com que a gente dê mais valor para o que carrega, ao que encosta na nossa pele, aquilo que troca energia com a gente, sabe? 

Como quase tudo na história da moda, a bolsinha de cintura surgiu como um item puramente funcional, para guardar pequenos objetos e dinheiro de homens e mulheres. A relatos do uso desse acessório anteriores ao século XI, mas foi a partir do século XII que a chamada “pocket” (bolso em inglês) passou a ser considerada um item de moda.


“Master at the Eyelets” – 1500/1510
Já no século XVIII e XIX o acessório ganhou ainda mais status e também um novo nome, “chatelaines”. Agora os modelos eram adornados com correntes de prata, além de muito mais elaborados e enfeitados. Tornaram-se símbolo de ostentação e independência feminina, pois agora o “bolso” ficava para o lado de fora, significava que as mulheres poderiam ir onde quisessem sem estar na presença de um homem, pois carregavam consigo suas posses. 


Mulheres do século XIX com suas chatelaines.

Mas foi nas décadas de 80 e 90 que a pochete reinou soberana em várias cores, modelos e materiais. Tenho certeza que até você teve uma, confessa, vai!!! 


Foto 1: Drew Barrymore / Foto 2:Sarah Jessica Parker como Carrie Bradshaw em Sex and the City  / Foto 3: Goldie Hawn
EU AMO A MARRA DO ANOS 90 <3

Mas e aí, como usar a Pochete do século XXI?

Além de prática, a danadinha é versátil! Você pode usar ela do jeito tradicional, na cintura, tanto centralizada, como de ladinho. Mas também rola usa-la a tiracolo, atravessada no peito, ou como uma bolsinha mesmo, de lado, em um dos ombros. 
Como usar pochete. 

E se você acha que ela é só para bloquinhos de carnaval, está muito enganada! Existem pochetes para todos os gostos, estilos e ocasiões! Confere e se inspira ;)

Tem a pochete Esportiva, mais parecida com o modelo original.



Tem a pochete refinada. Sabe aquela bem chique?



Tem a pochete divertida, para quem tem um estilo mais criativo e gosta de uma pegada mais fun. 



Tem até a bolsinha que vira pochete! Olha que boa ideia!! Será que você já não tem uma bolsinha em casa que role usar assim??



E a minimalista então?




Hippie Chic, temos também!




Uma é pouco? E que tal duas?




Quer fugir do obvio?




Ok, ok, você venceu! Quero usar mas não sei por onde começar, alguma dica?

Minha dica (e isso serve para qualquer tipo de acessório) é sempre começar por modelos mais pequenos e em tons mais neutros e discretos e aos poucos, conforme você for se acostumando, vá fazendo “upgrade” de estilo, inserindo mais de cor, detalhes, brilho (mas sempre respeitando o SEU estilo próprio, ok?!). 

Eu ainda não encontrei uma pochete para chamar de minha, sabe aquela que faz o olho brilhar?! Quero um modelo mais básico que seja fácil de combinar com qualquer look, mas que ao mesmo tempo tenha pitadas de estilo. Estou apaixonada pelo conceito da bolsinha que vira pochete, gosto da ideia do "2 em 1", se enjoar de uma, transformo em outra. A versatilidade é fascinante!

Mas e você, já se rendeu aos encantos da pochete? Esse post te ajudou a mudar de opinião sobre a polêmica pecinha  do momento? Ou não usaria de jeito nenhum? Tem alguma dúvida de como usar? Conta aí, vou adorar saber!!! :D 

E se quiser descobrir qual modelo de pochete roubará meu coração, pode me seguir lá no insta. Assim que encontrar minha alma gêmea eu conto lá ;)



 Beijos <3


Nenhum comentário:

Postar um comentário